Home > Gastos Públicos > Dinheiro sonegado em um ano em SP daria para zerar fila da creche e construir 27 hospitais

Dinheiro sonegado em um ano em SP daria para zerar fila da creche e construir 27 hospitais

4
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp
Dinheiro sonegado em um ano em SP daria para zerar fila da creche e construir 27 hospitais

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), posa para foto vestido de gari em seu primeiro dia à frente da prefeitura. Foto: Fabio Arantes/Secom

R$ 7,8 bilhões foram sonegados em impostos estaduais em São Paulo em 2015. Com esse valor, montante que deixou de ser pago ao longo de um ano em tributos como ICMS e IPVA, seria possível tirar todas as 133.005 crianças que estão na fila da creche atualmente na capital paulista. Daria ainda para construir 27 hospitais com 255 leitos cada um.

É o que aponta levantamento feito pelo Fiquem Sabendo com base no cruzamento de montante sonegado calculado pela Secretaria Estadual da Fazenda, obtido por meio da Lei de Acesso a Informação, com dados abertos das pastas da Saúde e Educação municipais.

A reportagem se baseou em edital, lançado em 2014 pela prefeitura, que prevê a construção de cerca de 12.000 vagas em creche ao custo de R$ 222,4 milhões. Isso representa o gasto de R$ 18.533 por vaga. Já a despesa em Saúde leva em conta a construção do hospital de Parelheiros, no extremo da zona sul da capital paulista, ainda em andamento.

De acordo com esses contratos, abrir 133.005 vagas em creche custaria R$ 2,4 bilhões. Com os R$ 5,4 bilhões restantes do total sonegado em 2015, seria possível construir 27 hospitais como o de Parelheiros. O montante sonegado anualmente é superior ao total gasto pela Prefeitura de São Paulo em 2015, R$ 7,5 bilhões.

Valor sonegado mais do que dobrou em 14 anos

Segundo os dados disponibilizados pela Secretaria Estadual da Fazenda, do governo Geraldo Alckmin (PSDB), o valor sonegado no Estado mais do que dobrou de 2001 para cá. O pico do desvio fiscal foi registrado em 2014, quando a sonegação ultrapassou pela primeira e única vez a marca de R$ 10 bilhões (veja no infográfico abaixo).

Dinheiro sonegado em um ano em SP daria para zerar fila da creche e construir 27 hospitais

Doria promete zerar fila da creche em um ano

Em seu primeiro dia de mandato, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que a sua gestão irá zerar a fila da creche por meio da construção de 66 mil vagas ao custo de R$ 230 milhões. Cada vaga sairá por R$ 3.484.

Esse valor representa 19% do custo de cada vaga do edital lançado em 2014 por Fernando Haddad. Doria comentou a mudança. “Não quero voltar ao passado, mas o projeto original implicava na construção física de espaços. Isso é mais difícil, demorado e custoso. A nossa proposta é a utilização de espaços já existentes e adaptá-los para que eles possam, em um curto período, serem utilizados como creches”, afirmou o prefeito.

O número de vagas criadas, no entanto, representa menos da metade da fila divulgada em setembro de 2015 pela gestão Fernando Haddad (o último dado disponível).

Comentários

comentários

Você também poderá gostar
Passados 4 anos, Alckmin não cumpre promessa de zerar presos em delegacias
Quatro anos depois, Alckmin não cumpre promessa de zerar presos em delegacias de SP
Com lucro recorde, Sabesp aumenta em 0,79% investimento para conter vazamentos
Com lucro recorde, Sabesp aumenta em apenas 0,79% investimento para conter vazamentos
Corrupção motivou 0,19% das prisões no Estado de São Paulo
Corrupção é motivo de 0,19% das prisões no Estado de São Paulo
Gestão Doria diz não ter nenhum dado sobre panes em semáforos desde a sua posse
Gestão Doria diz não ter nenhum dado sobre panes em faróis desde a sua posse