Home > Mobilidade Urbana > Acidentes de trânsito nas marginais crescem 23% em maio

Acidentes de trânsito nas marginais crescem 23% em maio

22
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp
Acidentes nas marginais crescem 23% em maio

O prefeito João Doria participa de entrevista coletiva na qual apresenta detalhes do programa Marginal Segura, em janeiro. Foto: Cesar Ogata/Secom

O número de acidentes de trânsito com vítimas atendidas pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) registrou em maio deste ano um aumento de 23% na comparação com abril. Entre um mês e outro, o salto verificado foi de 105 para 129 atendimentos realizados pelas ambulâncias da prefeitura.

É o que aponta levantamento inédito feito pelo Fiquem Sabendo com base em dados da SMS (Secretaria Municipal da Saúde), da gestão João Doria (PSDB), obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação.

De acordo com os dados oficiais, maio foi o segundo mês com mais acidentes nas marginais desde fevereiro, primeiro mês com dados consolidados após a implementação do programa Marginal Segura, no fim de janeiro. Desde então, quatro ambulâncias do Samu atuam exclusivamente nas marginais. Antes disso, os chamados eram atendidos pela ambulância que estivesse mais próxima do local do acidente (veja o detalhamento dos número no quadro abaixo).

Acidentes nas marginais crescem 23% em maio

O Marginal Segura também aumentou de 45 para 75 o número de marronzinhos, como são conhecidos os agentes da CET, trabalhando por turno nas marginais.

Até janeiro deste ano, o número de atendimentos feitos pelo Samu era muito menor do que o registrado de fevereiro para cá. Em janeiro, por exemplo, as ambulâncias da prefeitura realizaram 20 atendimentos nas duas vias expressas, que são as mais movimentadas da cidade.

Marginal Tietê teve recorde de ocorrências

Com 63 acidentes registrados, maio contabilizou a maior quantidade de acidentes na marginal Tietê desde que o Samu iniciou essa série histórica.

Esse número representa um aumento de 31% na comparação com abril deste ano, quando houve 48 acidentes.

Tanto em fevereiro quanto em março deste ano a marginal Tietê tinha registrado 62 acidentes, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde.

Já a marginal Pinheiros teve 66 acidentes em maio. O número é bem inferior ao recorde da via, contabilizado em fevereiro, quando houve 95 acidentes.

Por que isso é importante?

Lei nº 12.587/2012, que instituiu as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, define no inciso IV, de seu art. 5º, como um dos princípios do transporte público “a eficiência, a eficácia e a efetividade” de quem presta esse serviço.

Essa mesma lei prevê no inciso I, do art. 14, que é direito do usuário do Sistema Nacional de Mobilidade Urbana “receber o serviço adequado”.

Ainda de acordo com essa lei, o Sistema Nacional de Mobilidade Urbana “é o conjunto organizado e coordenado dos modos de transporte, de serviços e de infraestruturas que garante os deslocamentos de pessoas e cargas no território do Município”.

Resposta da gestão João Doria

A assessoria de imprensa da CET enviou a seguinte nota à reportagem acerca do assunto:

“O aumento no número de atendimentos realizados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) comprova que houve uma melhora nos serviços de socorro com a adoção do programa Marginal Segura. Quatro bases do SAMU estão estrategicamente localizadas nas marginais Tietê e Pinheiros facilitando o acesso as ocorrências.

O efetivo de agentes de trânsito também aumentou, passou de 45 agentes turno/dia para 75 agentes turno/dia. Ou seja, com o aumento de 67% no contingente, mais ocorrências nas marginais passaram a ser atendidas. Além disso, as vias receberam o reforço de novos veículos de apoio entre carros, guinchos, motos e ambulâncias. Em média, são usadas 40 viaturas em cada um dos turnos.

Vale ressaltar que o Programa tem como principal objetivo a melhora no atendimento de emergência, da sinalização e educação no trânsito, tornando as vias mais seguras.

A Companhia de Engenharia de Tráfego informa que a gestão atual manteve a tendência de queda de acidentes nas marginais, após a readequação da velocidade em janeiro deste ano. De acordo com os dados consolidados da CET, os mesmos números utilizados desde 1979 para comparar os dados de acidentes na capital, a Marginal Tietê registrou queda de 6,3% no número de acidentes com vítimas; diminuição de 3,3% na quantidade de vítimas feridas; e redução de 16,7% no total de mortes, nos quatro primeiros meses do ano em comparação com o mesmo período de 2016. Já a Marginal Pinheiros, no mesmo período, teve queda de 39,6% de acidentes com vítimas, redução de 34% na quantidade de pessoas feridas; e a quantidade de vítimas fatais se manteve estável.”

Comentários

comentários

Você também poderá gostar
Passados 4 anos, Alckmin não cumpre promessa de zerar presos em delegacias
Quatro anos depois, Alckmin não cumpre promessa de zerar presos em delegacias de SP
Com lucro recorde, Sabesp aumenta em 0,79% investimento para conter vazamentos
Com lucro recorde, Sabesp aumenta em apenas 0,79% investimento para conter vazamentos
Corrupção motivou 0,19% das prisões no Estado de São Paulo
Corrupção é motivo de 0,19% das prisões no Estado de São Paulo
Gestão Doria diz não ter nenhum dado sobre panes em semáforos desde a sua posse
Gestão Doria diz não ter nenhum dado sobre panes em faróis desde a sua posse