Home > Mobilidade Urbana > São Paulo registra uma quebra de semáforo a cada 44 minutos

São Paulo registra uma quebra de semáforo a cada 44 minutos

Semáforo apagado na esquina da rua Tibério com a rua Clélia, na Lapa (zona oeste)

Semáforo apagado na esquina da rua Tibério com a rua Clélia, na Lapa (zona oeste). Foto: Léo Arcoverde/Fiquem Sabendo

A cidade de São Paulo registrou 1.937 panes em semáforos entre janeiro e fevereiro deste ano. Isso equivale a uma falha a cada 44 minutos.

É o que mostra levantamento feito pelo Fiquem Sabendo com base em dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), da prefeitura, obtidos por meio da Lei nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação).

A quebra de um semáforo é um fator de insegurança para pedestres e ocupantes de veículos e, dependendo do cruzamento, pode gerar grandes congestionamentos e, consequentemente, atraso nos deslocamentos de quem circula pela capital paulista.

A quantidade de faróis quebrados ao longo do primeiro bimestre deste ano foi 60% inferior ao número registrado no mesmo período de 2014, quando houve 3.093 panes. Um ano antes, também entre janeiro e fevereiro, a quantidade de equipamentos quebrados foi ainda maior: 3.711 (veja a evolução do número de ocorrências, por bimestre, no infográfico abaixo).

gráfico_1_semáforos

Reforma custará R$ 220 milhões

A diminuição das panes em semáforos na capital paulista _um problema ainda persistente em vários cruzamentos da cidade_ se deu após a administração do prefeito Fernando Haddad (PT) dar início, em agosto de 2013, a um projeto de reforma dos equipamentos de 4.800 cruzamentos da cidade.

Ele prevê desde a substituição de cabos até a instalação de equipamentos capazes de impedir a quebra do semáforo em caso de sobrecarga. Esse projeto deve consumir cerca de R$ 220 milhões dos cofres da prefeitura até 2016.

Até a tarde de 27 de abril, os semáforos de 4.442 cruzamentos (92% do previsto) haviam sido revitalizados.

Farol em Itaquera apresenta 4 panes por semana

Avenida David Domingues Ferreira com rua Geraldo Vieira de Castro. É nesse cruzamento de Itaquera, por onde passa _em forma de via elevada_ a Radial Leste, que se encontra os semáforos campeões de pane no primeiro bimestre deste ano na cidade.

Segundo as informações fornecidas pela CET, nesse período, esse cruzamento, extremamente movimentado, registrou um total de 34 panes. Isso representa uma média de quatro falhas a cada semana.

O segundo cruzamento da cidade que registrou mais panes de janeiro a fevereiro foi o da avenida São João com a rua dos Timbiras, na região da Santa Ifigênia, no centro da capital paulista, com 21 casos (uma a cada três dias). (Confira a lista dos dez cruzamentos com mais falhas no quadro abaixo).

gráfico_2_cruzamentos

Por que isso é importante?

A Lei nº 12.587/2012, que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, define, em seu art. 5º, como um dos princípios do transporte público “a eficiência, a eficácia e a efetividade” de quem presta esse serviço e “a segurança no deslocamento das pessoas”.

Essa mesma lei, que foi sancionada no dia 3 de janeiro de 2012 e entrou em vigor 100 dias depois, ou seja, no dia 13 de abril do mesmo ano, diz, ainda, em seu art. 14, inciso I, que é direito do usuário do Sistema Nacional de Mobilidade Urbana “receber o serviço adequado”.

Prefeitura diz que promove transparência

Procurada, a Secretaria Executiva de Comunicação da Prefeitura de São Paulo disse em nota que parabeniza o Fiquem Sabendo pelo projeto e que “a iniciativa se soma aos esforços coordenados pela CGM (Controladoria Geral do Município) para promover a transparência e fomentar a participação da sociedade civil na prevenção de irregularidades”.

A secretaria afirmou que “colabora com a transparência por meio da coordenação das assessorias de imprensa das diversas pastas da Prefeitura para garantir respostas ágeis e relevantes para as demandas dos veículos de comunicação”.

Você também poderá gostar
Nº de atropelamentos por ônibus é o menor dos últimos 6 anos em São Paulo
Nº de atropelamentos por ônibus é o menor dos últimos 6 anos em São Paulo
Número de veículos guinchados pela CET quadruplica em dois anos
CET guincha 1 carro a cada 16 minutos em São Paulo
Número de veículos guinchados pela CET quadruplica em dois anos
Número de carros guinchados pela CET quadruplica em dois anos
Falhas da Eletropaulo causam metade das panes em semáforos de São Paulo
Falhas da Eletropaulo causam metade das panes em semáforos de SP