Home > Segurança > PM apreende em São Paulo mais cocaína que PRF em toda a fronteira

PM apreende em São Paulo mais cocaína que PRF em toda a fronteira

Segunda maior apreensão de cocaína feita pela polícia brasileira em quatro anos.

Droga apreendida em duas carretas durante operação da Polícia Rodoviária Federal, em Alto Paraíso, no interior do Paraná, no último dia 22. Foto: Polícia Rodoviária Federal (22/05/2015)

A Polícia Militar Rodoviária paulista apreendeu nas rodovias do Estado de São Paulo entre 2013 e 2014 uma quantidade de cocaína superior à apreendida pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) em toda a fronteira terrestre do Brasil (uma faixa de 15.735 km de extensão, coberta por 11 Estados).

É o que aponta levantamento inédito feito pelo Fiquem Sabendo com base em dados da PM paulista e do Ministério da Justiça obtidos por meio da Lei nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação).

Segundo dados das polícias paulista e da União, nesse período (dois anos), a PM interceptou o transporte de 10 toneladas de cocaína, enquanto a PRF apreendeu 8,7 toneladas dessa droga (veja o detalhamento desses dados no infográfico abaixo).

cocaína

Em toda a fronteira, a Polícia Rodoviária Federal conta com um efetivo espalhado por 11 Estados, responsável por impedir a entrada de drogas no Brasil, por terra, procedente de um total de dez países (entre eles, dois megaexportadores de entorpecentes, Bolívia e Paraguai).

Já a PM Rodoviária de São Paulo realiza o patrulhamento das rodovias estaduais do interior paulista por onde passa parte da droga que vem de países vizinhos e tem como destino grandes mercados consumidores, como São Paulo e Rio de Janeiro, ou o exterior.

Esta reportagem não leva em conta a quantidade de droga apreendida por meio de investigações feitas pelas polícias judiciárias (Polícia Federal e polícias civis estaduais).

Quanto à fronteira, estão computadas as apreensões feitas pela Polícia Rodoviária Federal em 10 desses 11 estados. As informações relativas à droga retirada de circulação no Acre não foram divulgadas pelo Ministério da Justiça.

União apreende mais maconha

Já as apreensões de maconha e crack feitas pela PM Rodoviária e PRF apresentaram resultados bem diferentes entre 2013 e 2014. Nos dois casos, a quantidade de droga interceptada na fronteira é bem superior à apreendida nas rodovias paulistas.

Droga apreendida pela PM Rodoviária de SP

Maconha e dinheiro apreendidos pela Polícia Militar Rodoviária na rodovia Marechal Rondon, em Araçatuba, no interior paulista, em janeiro deste ano. Foto: Polícia Militar Rodoviária (02/01/2015)

Ao longo desses dois anos, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu 237 toneladas de maconha. Já a PM paulista interceptou o transporte de 71,8 toneladas dessa droga (veja o detalhamento desses dados no infográfico abaixo).

maconha

No mesmo período, a PRF apreendeu 1,4 tonelada de crack e a Polícia Rodoviária paulista interceptou 689 kg (0,7 tonelada) desse tipo de entorpecente.

Por que isso é importante?

A Constituição Federal de 1988 preceitua, em seu art. 5º, inciso XLIII, que o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins é um crime inafiançável e insuscetível de graça e anistia, equiparando essa conduta a práticas como tortura e terrorismo.

A Lei 11.343/2006 (atual Lei de Drogas) determina, em seu art. 2º, que “as drogas, bem como o plantio, a cultura, a colheita e a exploração de vegetais e substratos dos quais possam ser extraídas ou produzidas drogas” são “proibidas, em todo o território nacional”.

Essa mesma lei prevê uma pena que varia de 5 anos a 15 anos de reclusão para quem comete o crime de tráfico de drogas.

Apreensões têm crescido, diz PRF

A assessoria de imprensa da PRF (Polícia Rodoviária Federal) disse em nota que a corporação  “tem executado um trabalho primoroso nos últimos anos” e retirado, a exemplo das demais forças policiais do país, “quantidade expressiva de drogas de circulação”.

O órgão enviou dados relativos à quantidade de drogas apreendida pela corporação em todo o país, ano a ano, de 2005 para cá. De acordo com esses números, em 2014, a PRF apreendeu 7,1 toneladas de cocaína. Isso representa mais do que o triplo das 2 toneladas retiradas de circulação em 2005.

Nesse mesmo período, segundo a assessoria de imprensa da PRF, a quantidade de crack apreendida em todo o país subiu de 44 kg para 804 kg e a de maconha caiu, de 235 toneladas para 159 toneladas.

Você também poderá gostar
Apreensão de cocaína em aeroportos brasileiros cresce 62% em um ano
Apreensão de cocaína em aeroportos brasileiros cresce 62% em um ano
10 estados têm alta nas mortes em acidentes nas rodovias federais
10 estados têm alta nas mortes em acidentes nas rodovias federais
Mortes em acidentes nas rodovias federais caem 10% em 2016
Mortes em acidentes nas rodovias federais caem 10% em 2016
Fevereiro tem 2ª queda seguida de mortes em acidentes em São Paulo
Fevereiro tem 2ª queda seguida de mortes em acidentes em São Paulo