Home > Segurança > Roubo de celular cresce 6% em janeiro em SP; crime cai 15% no Rio

Roubo de celular cresce 6% em janeiro em SP; crime cai 15% no Rio

Roubo de celular cresce 6% em janeiro de 2017 em SP; crime cai 15% no Rio

O governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Dória tomam café após a assinatura de repasse do Fundo Estadual de Assistência Social para a prefeitura Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil (04/01/2017)

O número de roubos de telefones celulares no Estado de São Paulo cresceu 6% em janeiro deste ano na comparação com janeiro de 2016. Em um ano, a quantidade de ocorrências dessa natureza contabilizadas pela polícia saltou de 18.054 para 19.081. É o que apontam dados da CAP (Coordenadoria de Análise e Planejamento), da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, do governo Geraldo Alckmin (PSDB), obtidos com exclusividade pelo Fiquem Sabendo por meio da Lei de Acesso à Informação.

As estatísticas criminais relativas a janeiro de 2017 devem ser divulgadas pela Secretaria da Segurança na tarde desta sexta-feira. Os números de roubos de celulares, porém, não são divulgados mensalmente pelo governo Geraldo Alckmin.

No Estado do Rio de Janeiro, os roubos de celulares caíram 15% em relação a janeiro de 2016, segundo dados do Instituto de Segurança Pública divulgados nessa quinta-feira. O Rio divulga as estatísticas mensais de roubos de telefones celulares de forma ativa, em uma página na internet. Isso quer dizer que não é necessário o cidadão se utilizar da Lei de Acesso à Informação para que esses dados se tornem públicos.

Em um ano, a quantidade de celulares roubados no Estado do Rio caiu de 1.342 para 1.138.

Troca de comando em São Paulo

O Estado de São Paulo está em plena transição com vistas à troca do comandante-geral da Polícia Militar.

Segundo informações de bastidores, há a expectativa de que o coronel Nivaldo Restivo assuma o lugar do coronel Ricardo Gambaroni durante solenidade, no próximo dia 10 de março, na Academia do Barro Branco, na zona norte de São Paulo.

Um dos motivos da insatisfação do governo com Gambaroni é o crescimento dos roubos no Estado, que cresceu 5,19% em 2016 e bateu o recorde de registros desde 1999, segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo.

Você também poderá gostar
Governo Bolsonaro terá de divulgar pensões de servidores inativos; pagamentos chegaram a R$ 490 bilhões em 6 anos
Marinha coloca informações sob sigilo
Marinha é responsável por 96% das informações classificadas como sigilosas
Don’t LAI to me: a primeira newsletter sobre Lei de Acesso à Informação do Brasil
CARTA ABERTA: Estados e municípios devem aceitar pedidos de informação anônimos