Home > Transparência > A CIA e o Pelé: parceria FS e MuckRock

A CIA e o Pelé: parceria FS e MuckRock

Para comemorar o anúncio da parceria iniciada com o site americano MuckRock, traduzimos e re-publicamos aqui um caso curioso e divertido envolvendo o Rei do Futebol e a Agência Central de Inteligência (a famosa CIA).

Escrito por JPat Brown e editado por Michael Morisy

Arquivos da agência detalham as anotações de Henry Kissinger sobre um encontro em 1975 entre o fenômeno do futebol, o presidente Gerald Ford, e o conselheiro de segurança nacional Brent Scowcroft

Um memorando de 1975, escrito por Henry Kissinger (foi conselheiro de relações exteriores de todos os presidentes dos EUA, de Eisenhower a Gerald Ford e Secretário de Estado dos Estados Unidos de Richard Nixon), descoberto nos arquivos da Agência Central de Inteligência americana, detalha os argumentos do então Secretário de Estado para uma próxima reunião no Salão Oval com Edson Arantes do Nascimento, o fenômeno do futebol brasileiro mais conhecido como Pelé.

A visita foi na verdade a segunda viagem de Pelé à Casa Branca. Ele já havia se encontrado com Richard Nixon em 1973 (e educadamente corrigiu o presidente quando ele perguntou se ele falava espanhol). No entanto, Pelé tinha acabado de assinar com o New York Cosmos da Liga Norte-Americana de Futebol, e era a esperança de Kissinger que a visita ajudasse a estimular o interesse americano no esporte.

Embora o próprio Kissinger não tenha podido comparecer, a inclusão do memorando nos arquivos da CIA foi provavelmente o resultado da aparente inclusão de última hora do conselheiro de segurança nacional, Brent Scowcroft. (Talvez ele fosse um fã do Peixe no armário?)

De sua parte, não parece que Kissinger tenha perdido muito. Se os pontos de discussão fornecidos servirem para alguma coisa, a reunião não foi exatamente fascinante.

Mas, se nada mais, graças a um rascunho anterior do memorando incluído nos arquivos, temos o guia de Kissinger para pronunciar futebol.

Publicado originalmente no site do MuckRock, aqui. Lá você também pode acessar a íntegra do memorando.

Atenção: diferente do conteúdo produzido pelo Fiquem Sabendo, as reportagens e documentos publicados pelo site MuckRock não são Creative Commons e, portanto, só podem ser republicados a partir de expressa autorização da organização americana.